Ministério da Saúde não compra DIU para o SUS desde 2015

Foi esse o critério usado para determinar se Stephany Belleza, 28 anos, tecnóloga de redes, podia ou não colocar o DIU (Dispositivo Intra Uterino) em uma Unidade Básica de Saúde na cidade de São Bernardo do Campo (SP). Diante da resposta negativa, a médica disse que não fazia a inserção do DIU em mulheres que não tinham…

MORTES MATERNAS EVITÁVEIS AVANÇAM EM SÃO PAULO, POR CLÁUDIA COLLUCCI

País aumenta consultas de pré natal, mas falha em controlar hipertensão gestacional e hemorragia, as principais causas de mortalidade (Folha de S. Paulo, 02/07/2019 – acesse no site de origem) Menos de 24 horas após dar à luz Estella, a estudante Ana Paula Saqui de Paula, 18, de Boituva (SP), morreu em consequência de hemorragia. As…

MP-AC FAZ CARTILHA QUE ORIENTA GESTANTES A DETECTAREM OS TIPOS DE VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA

Cartilha foi lançada nesta terça-feira (25) na Maternidade Bárbara Heliodora. Material aborda alguns tipos de violências sofridas por mulheres durante o parto (G1 Acre, 26/06/2019 – acesse no site de origem) Violência verbal e emocional, abusos físicos, intervenções desnecessárias e até procedimentos sem a permissão da paciente. Esses são alguns dos exemplos de violência obstétrica…

BRASIL SE ABSTÉM EM VOTO SOBRE SAÚDE SEXUAL E REPRODUTIVA NA ONU

Novo posicionamento do Brasil sobre temas sexuais, reprodutivos e de gênero cria choque com velhos aliados e, ironicamente, deixa o país mais próximo de governos islâmicos (UOL, 26/06/2019 – acesse no site de origem) GENEBRA – O governo de Jair Bolsonaro se absteve nesta quarta-feira na votação de trechos de uma resolução da ONU que falava…

Direito ao aborto legal é violado em mais da metade dos hospitais habilitados

Por Morgani Guzzo “Deus me livre!”, “claro que não faz aborto”, “aborto é crime e aqui não defendemos direitos humanos para bandido”. Essas frases, pronunciadas por profissionais da saúde de hospitais de referência para o atendimento de casos de aborto legal no Brasil, demonstram a atual situação de descumprimento da legislação que permite a interrupção da…

MINISTÉRIO DA SAÚDE MANTÉM DECISÃO DE NÃO USAR TERMO VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA, DIZ SECRETÁRIO

Ofício ao MPF foi interpretado nas redes sociais como recuo da pasta, que havia abolido termo de políticas públicas (Folha de S.Paulo, 10/06/2019 – acesse no site de origem) Apesar de reconhecer o direito de que mulheres usem a expressão “violência obstétrica”, o Ministério da Saúde mantém a decisão de não usar esse termo em…

Leite materno contém todos os benefícios para a saúde do bebê

  Mulheres que doam leite beneficiam recém-nascidos prematuros e crianças que estão internadas em UTIs neonatais e não podem ser amamentados pela própria mãe Para muitos a doação de leite parece ser somente um momento sublime, que todas as mães desejam e de suma importância somente para aquelas mulheres que conseguem amamentar, nada além disso. Ledo…

‘O MÉDICO QUE ESTÁ AO LADO DAS EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS COMBATE A VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA’, GARANTE OBSTETRA HUMANIZADO

No início do mês, o Ministério da Saúde emitiu um comunicado orientando para que se fosse evitado e possivelmente abolido o termo “violência obstétrica” em documentos de políticas públicas. A expressão passa a ser considerada ‘imprópria’ pela pasta, que alega que ‘tanto o profissional de saúde quanto os de outras áreas não têm a intencionalidade…

Cresce proporção de bebês nascidos de adolescentes na periferia de SP

Luna, 17, conta nos dedos até encher a mão o número de amigas próximas que já são mães. “Cinco. É muito”, reconhece. Ela está grávida de seis meses. Para Luna, que é negra e moradora do Capão Redondo, na periferia de São Paulo, engravidar na adolescência não é incomum, apesar de ela lamentar a gestação.…