21out2015–emmanuelle-charpentier-e-jennifer-doudna-sao-as-ganhadoras-do-premio-nobel-de-quimica-de-2020-1602065940405_v2_900x506

Nobel de Química premia duas cientistas por Crispr, técnica de edição genética

O Prêmio Nobel de Química de 2020, 100% feminino, foi para Emmauelle Charpentier, do Instituto Max Planck, da Alemanha, e Jennifer Doudna, da Universidade da Califórnia, em Berkeley, por terem aberto a possibilidade de reescrever o código da vida a partir de um método de edição genética. O anúncio das laureadas ocorreu na manhã desta…

Detalhes