incontinencia-urinaria-tratamento-medicamentoso-minuto-saudavel

Como vão os direitos reprodutivos na América Latina durante a pandemia do coronavírus

18 milhões de mulheres podem ficar sem acesso a métodos contraceptivos na região, segundo a ONU; enquanto Argentina conta com ações oficiais para manter aborto legal e Colômbia investe no teleatendimento, falta de anticoncepcionais preocupa em países como Chile e Guatemala Ginecologia e obstetrícia por videochamada, aceleração do aborto legal, alertas de governos sobre saúde…

Detalhes