WhatsApp Image 2020-10-07 at 09.49.31

Quase metade das mulheres já sofreu assédio sexual no trabalho

No começo deste ano, quando LinkedIn e Think Eva se juntaram para fazer uma pesquisa sobre assédio sexual no mercado de trabalho, esta reportagem procurou mais de 10 grandes empresas, brasileiras e multinacionais, para uma entrevista sobre as boas práticas que adotam para coibir esse tipo de crime. A recusa da maioria esmagadora em falar sobre o assunto deixou claro…

Detalhes
xestupro.png.pagespeed.ic.E5O50xL3tI

QUANDO O AGRESSOR DORME NA MESMA CAMA: A VIOLÊNCIA INVISÍVEL DO ESTUPRO MARITAL

“Eu me submetia a relações sexuais contra a minha vontade, sem entender de fato que o que estava acontecendo era uma violação.” A frase é da atriz Julia Konrad, que há pouco mais de um mês revelou, em uma carta aberta publicada na revista “Cláudia”, que viveu um relacionamento abusivo no qual era constantemente estuprada por seu…

Detalhes
violência

UFMG mapeia violência doméstica por 5 anos em BH e conclui: tempo entre agressões diminui à medida que casos se repetem

Um estudo desenvolvido por pesquisadores do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (Crisp), sediado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), monitorou por um período de cinco anos os casos de violência doméstica em Belo Horizonte. E a conclusão do estudo traz um alerta: quanto mais os casos se repetem, menor é o intervalo…

Detalhes