Quem foi Harriet Tubman, a nova cara da nota de 20 dólares

Nascida na escravidão, Tubman não só conseguiu se libertar como capitaneou missões que levaram à libertação de dezenas de escravos O secretário do Tesouro americano, Jack Lew, anunciou nesta quarta-feira (20) seus planos para substituir a ilustração do ex-presidente dos Estados Unidos Andrew Jackson, que hoje adorna a nota de US$ 20, pela da ex-escrava Harriet Tubman. Tubman…

Projeto oferece tatuagem gratuita para mulheres vítimas de agressão

A principal dificuldade, segundo as organizadoras, é deixar as mulheres a vontade, já que elas sentem muita vergonha de expor suas histórias e cicatrizes As tatuadoras de Brasília Luna Rufino e Daiane Araújo criaram um projeto que disponibiliza tatuagem, sem custo, para suavizar cicatrizes de mulheres que sofreram violência doméstica e familiar. A ideia surgiu…

Mulheres indígenas e as formas modernas de violência contra a mulher

Apesar da música cantada por Baby do Brasil, sabemos que pouquíssimos dias são dias de índio. Cada vez mais ameaçados, acuados e tendo sua imagem constantemente representada como símbolo do atraso ou da ganância humana, os povos indígenas brasileiros são cada vez mais invisibilizados. Até mesmo neste blog, geralmente só falamos das mulheres indígenas em…

“Guardian” aponta que matérias de mulheres recebem mais comentários ofensivos

Um estudo do jornal britânico The Guardian apontou que matérias escritas por mulheres, independentemente do assunto tratado, atraem mais comentários com insultos do que as produzidas por homens Segundo a pesquisa intitulada “O lado negro dos comentários do Guardian”, dos dez comentaristas mais ofendidos, oito são mulheres. Quatro delas brancas. Do total de oito, uma…

CNJ confirma regras para registro de bebê gerado por reprodução assistida

  O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) confirmou nesta terça-feira (12) novas regras para o registro de crianças que tenham sido geradas por técnicas de reprodução assistida, como barriga de aluguel e fertilização in vitro. As normas valem para casais heterossexuais e homoafetivos e dispensam a necessidade de recorrer à Justiça para conseguir obter a certidão…

Perspectiva de gênero melhora a resposta do Estado à mais extrema violência, apontam diretrizes sobre feminicídio

A perspectiva de gênero é essencial para uma resposta eficaz do Estado diante da mais extrema forma de violência contra as mulheres: o feminicídio. A partir desse diagnóstico e com o objetivo de contribuir para a identificação e eliminação das discriminações com as condições femininas na investigação de cada caso, o Escritório da ONU Mulheres no Brasil e o…