Screenshot_7

O ESTUPRO DE UMA MENINA COMO AUTÓPSIA DO PATRIARCADO, POR DEBORA DINIZ E GISELLE CARINO

Caso da equatoriana Paola Guzmán Albarracín, que se suicidou após sofrer abuso sexual imposto pelo diretor da escola, chega à Corte Interamericana de Direitos Humanos (El País, 26/01/2020 – acesse no site de origem) “Não é verdade, princesinha?” teria dito o diretor da escola à Paola Guzmán Albarracín. Paola tinha 16 anos quando se suicidou com “diabinhos”, uma…

Detalhes